Televisão

Kátia Aveiro em pânico com a filha toma decisão surpreendente

Kátia Aveiro viveu um momento de grande pânico, por causa da filha. Em causa, as ameaças de atentados que marcaram esta quinta-feira, em especial no Brasil. Nas redes sociais, circularam algumas ameaças de massacres na escola, o que estaria relacionado com o Massacre de Columbine.

Esta quinta-feira, 20 de abril, cumpriram-se 24 anos sobre um ataque na escola de Columbine, nos EUA, em que dois atiradores mataram 13 alunos e professores. Os dois atiradores também morreram, num dos massacres mais marcantes em escolas.

Neste sentido, circularam algumas suspeitas de uma possível repetição deste episódio chocante. Aliás, até em Portugal, a PSP lançou o alerta e esteve em vigilância, depois de seguirem alguns perfis não identificados nas redes sociais, com supostas ameaças. O medo espalhou-se, mas teria sido bem pior no Brasil.

Por esse sufoco, Kátia Aveiro revelou que não conseguiu mandar a filha Valentina para a escola, com medo que algo pudesse acontecer. “Estou com este semblante leve, mas hoje a minha filha não vai para a escola. Circulam notícias por aí de atentados nas escolas, isto parece que não tem fim. Mais vale prevenir que remediar. Eu tento ser o mais leve possível, viver sem a pressão da sociedade e das notícias, porque não podemos permitir que entre dentro da nossa casa o que se passa lá fora, muito menos coisas negativas.

Houve um alerta para Rio Grande do Sul, para Santa Catarina, que é um estado aqui do lado, e para o Brasil todo na verdade”, disse Kátia Aveiro, a justificar o seu receio, ela que vive em Gramado, no Brasil, com o pai da sua filha mais nova, o empresário Alexandre Bertolucci Jr.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo