Desporto

Localizado com vida o jogador argentino desaparecido há mais de uma semana

Foi encontrado com vida o jogador argentino que estava a preocupar a todos, depois de estar desaparecido há mais de uma semana. De acordo com a imprensa argentina, Brian Fernández não era visto desde que foi afastado do plantel do Cólon, há mais de uma semana. 

Para agravar a situação, o carro do jogador, um BMW, foi encontrado esta segunda-feira, 20 de março, num local ermo e bastante danificado, com sinais de abandono, vidros partidos e sem rodas. Porém, o futebolista argentino de 28 anos estava afinal em casa de um familiar. 

O jogador não estaria bem há algum tempo, ele que tem um historial de problemas ao longo de toda a carreira. Brian Fernández já foi apanhado em controlos antidoping e tem constantes episódios de indisciplina, nomeadamente faltas a treinos. Em outubro do ano passado, foi preso por causar perturbação pública junto a uma paragem de autocarro. 

Apesar do comportamento questionável, o Cólon tentou sempre apoiar o jogador e até lhe renovou o contrato recentemente, como demonstração de confiança. De nada terá valido e há uma semana, o treinador desistiu completamente do avançado e afastou-o da equipa. 

“Não tinha autorização. Disse que lhe dava uma oportunidade e dei-lhe duas. Aconteceu muitas vezes. Falei com ele como um pai. É um assunto que ele deve resolver. Não posso falar de algo para o qual não estou capacitado”, disse o treinador do Cólon, Pipo Gorosito, sobre os problemas psicológicos do futebolista. 

Após o jogador ter sido localizado, a família também quis prestar um esclarecimento, novamente a apontar para os problemas psicológicos de Brian Fernández. 

“Ele está bem, com um grupo de profissionais que estão a par da sua situação. O carro não estava abandonado. O Brian estava a usá-lo, mas não é dele. Ficou sem gasolina, ficou ali parado e nós não quisemos que ficasse em condições para que ele continuasse a usá-lo. Estávamos atentos ao carro e durante a madrugada o carro foi roubado e destruído. É uma história longa e difícil de entender, mas ele está bem e está a ser acompanhado por um grupo de profissionais”, revelou uma fonte familiar, em declarações ao jornal argentino ‘Clarín’.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo