País

Menino de 11 anos sodomizado por colegas na escola que nada fez

Uma situação inenarrável terá acontecido no interior da escola de Vimioso, em Bragança. Polícia Judiciária (PJ) e Ministério Público (MP) estão a investigar uma alegada violação a um menino de 11 anos, dentro da escola. Os agressores terão sido oito alunos da referida escola, e uma funcionária terá assistido, sem nada fazer.

Este não será caso único, mas o mais horrendo do que se tem passado neste Agrupamento de Escolas de Vimioso. Seriam mais os casos de violência entre alunos, mas também com funcionários no Agrupamento.

Porém, este menino terá sido sodomizado pelos colegas, com recurso de uma vassoura. Os agressores têm idades compreendidas entre os 13 e os 16 anos. Os dois adolescentes de 16 anos já poderão responder criminalmente.

A exposição dos factos foi feita pela Junta de Freguesia de Vimioso À PJ, MP e Direção Regional de Educação do Norte (DREN).

A agressão ao menino foi na passada sexta-feira, mas o menino só teria sido levado ao Centro de Saúde de Vimioso e, mais tarde, ao Hospital de Bragança três dias depois, “com arranhões e queixas”. Deu-se, desta forma, início ao desenrolar de toda a informação chocante. Entretanto, a vítima foi ao Instituto de Medicina Legal, no Porto, para realização de perícias.

“Que despoletaram de imediato, e ao tomar conhecimento do sucedido, a instauração de 10 processos disciplinares a alunos que terão estado envolvidos no caso de aluno que terá sofrido a alegada agressão. O caso encontra-se sob a esfera do Ministério Público e mereceu intervenção da Polícia Judiciária”, reagiu o Ministério da Educação.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo